® DIREITOS RESERVADOS  Wilson Mello Franco - LEI 9610 dos Direitos Autorais 1998      

MENU PRINCIPAL DICIONÁRIO dos SONHOS SIGNIFICADO dos NOMES

 

 

SONHOS PREMONITÓRIOS QUE SE REALIZAM

 

 Texto: Wilson Mello Franco   

                 

continuação da página anterior

 

 

 

MÃE TEM SONHO PREMONITÓRIO COM FILHO SENDO ATROPELADO

 

Um menino de 10 anos, enquanto a mãe o aprontava para ir ao colégio, juntamente com outros dois, disse: “Ah! Mamãe, tive um sonho horrível essa noite. Um carro me atropelou. Foi horrível.” O primeiro pensamento foi não deixá-lo ir. Sentiu o medo que a invadia.  Então disse consigo mesmo que era impossível viver conforme os sonhos, mas, reconsiderando, deixou as crianças irem. Enquanto saíam, ela fez uma rápida prece em silêncio,  enquanto recomendava que se mantivessem na calçada, o que fizeram.

Uns três minutos depois uma pessoa chegou apressada dizendo que um caminhão havia subido na calçada e atropelando o menino. Morreu 70 horas depois, sem recobrar os sentidos. 

 

 

ESPOSA SONHA QUE MARIDO MORRERÁ EM UMA CAÇADA

 

Um homem, na Austrália, - vamos chamá-lo John – tinha um amigo  - o Sr. T - com quem costumava caçar. Um dia combinaram uma caçada numa sexta-feira santa, o que muito desagradou as mulheres de ambos, que consideravam ser esse um dia não apropriado para se caçar. Eles teimaram e confirmaram a data. Nesse dia, às 7: 30 h, horário que haviam combinado, o Sr. T não apareceu. O Sr. John mandou o filho na casa do amigo para perguntar o que tinha acontecido. Lá chegando, ficou constatado que o motivo do atraso era o fato da Sra. T estar lhe suplicando para que não fosse. Na noite precedente havia tido um sonho no qual se via na porta de casa, uma carroça puxada por um cavalo branco se aproximava, e dentro dela estava o corpo do marido. 

 

Mas isso não intimidou o Sr. T;  e foi caçar com amigo.  Por volta do meio-dia, pararam junto de um riacho para lanchar. Comido o lanche, o Sr. T foi beber água na margem, e, quando se curvou, a espingarda se deslocou, o gatinho bateu numa pedra e a arma disparou. O Sr. T gritou desesperado, dizendo que estava ferido. O Sr. John deitou-o cuidadosamente no chão, e saiu a procurar socorro. Pouco depois encontrou um homem com uma carroça puxada por um cavalo branco. Puseram o ferido nela e saíram em direção à cidade. Como a rua do Sr. T era caminho para o hospital, o Sr. John recomendou ao carroceiro que não passasse por aquela rua, mas ele, enganando-se, entrou ali inadvertidamente. Ao se aproximar da casa do Sr. T, sua mulher estava à porta: ao ver a carroça, desmaiou. O marido morreu no hospital naquela noite.

 

 

 

SONHOS PREMONITÓRIOS QUE FUNCIONAM

COMO AVISO DE SALVAÇÃO

 

 

MÃE TEM SONHO COM CANDELABRO CAINDO NO BERÇO DO FILHO

        

    

Certa noite, uma jovem mãe teve um sonho aterrorizador: em seu sonho via um pesado candelabro, que estava pendurado acima do berço do filhinho, despencar e esmagar o corpinho da criança. Podia ver ela o marido contemplando o berço e o desastre. Via também que o relógio em cima da cômoda do quarto da criança marcava 4: 35 h. Ouvia à distância a chuva batendo na janela envidraçada, e o vento de chuva soprando. Acordou assustada, despertou o marido e lhe contou o sonho naquela mesma hora. O marido riu, dizendo que era tolice, e que esquecesse o assunto e voltasse a dormir. Ele adormeceu logo, mas ela não conseguia retomar o sono. Então foi ao quarto da criança, tomou-a nos braços disposta a trazê-la para junto de si.  Ao voltar, parou para olhar pela janela: a lua cheia brilhava, o tempo estava calmo e inteiramente diferente do que vira no sonho.  Por um momento sentiu-se ridícula, mas, mesmo assim, levou a criança consigo.

Duas horas depois acordaram com um barulho tremendo, que vinha do quarto da criança. Levantaram correndo em direção ao quarto vizinho: o candelabro havia caído sobre o berço, e certamente haveria de esmagar a criança se ela estivesse lá. Entreolharam-se embasbacados: o relógio marcava 4: 35 h. Enquanto estavam ali, parados, ouviram o ruído das gotas de chuva batendo na vidraça, e o vento zunindo, mostrando que o tempo havia mudado.  

 

 

 

      CONTINUA        RETORNA       MENU SONHOS         Dicionário dos Sonhos

 

 

 ® DIREITOS RESERVADOS - LEI 9610 dos Direitos Autorais, de 1998.