® DIREITOS RESERVADOS  Wilson Mello Franco - LEI 9610 dos Direitos Autorais 1998      

 

 

 

 

SONHOS...

A VIDA FRACTAL

 

                                                                                                   

 

SAIU NO JORNAL: SEU NOME MUDA SUA VIDA!

 

Este artigo foi publicado no jornal USA TODAY, um dos mais conceituados jornais dos Estados Unidos. 

O artigo original do USA TODAY está neste endereço.

 

   Artigo: Sharon Jayson                        Tradução: Wilson Mello Franco

 

As pessoas inconscientemente fazem escolhas na vida que se parecem com os seus nomes ou iniciais, segundo a pesquisa sobre "o efeito nome-letra."

 

O seu nome levou você a fazer o que fez, embora inconscientemente, sugere a nova pesquisa que revela que o seu nome pode negativamente solapar suas metas.

Os psicólogos de marketing em Yale e na Universidade de San Diego, na Califórnia, estudando a influência inconsciente dos nomes, dizem que uma preferência por nossos próprios nomes e iniciais — o “efeito nome-letra” — pode ter certas consequências negativas.

 

Os estudantes cujos nomes começam com C ou D tiram notas mais baixas do que aqueles cujos nomes começam com A ou B; os principais jogadores da liga de beisebol cujo primeiro ou último nome começava com K (a letra cujo significado é de mais destaque) são significativamente os de maior probabilidade de eliminar o adversário, segundo o relatório publicado no número de dezembro [de 2006] da revista Ciência da Psicologia.

 

Descobrimos que nosso próprio nome semelhantemente sabota o sucesso de pessoas cujas iniciais correspondem nas definições como de desempenho negativo”, diz o relatório.

 

Os professores adjuntos Leif Nelson da UCSD [Universidade Californiana de San Diego] e Joseph Simmons, da Universidade de Yale, dirigiram cinco estudos por mais de cinco anos (inclusive um experimento de laboratório) utilizando informações tiradas de milhares de indivíduos: 6.398 jogadores de beisebol (377 tinham K ou como letra inicial ou como última); 15.000 estudantes do MBA [renomada escola americana de formação de executivos]; 294 estudantes universitários não graduados; 170 escolas de Direito com mais de 390.000 advogados; e 284 participantes no experimento de laboratório.

 

O processo consciente é jogadores de beisebol precisarem acertar uma rebatida, e os estudantes obter um A, diz Nelson. Pelo que se você obtiver uma mudança compatível de desempenho segundo o efeito nome-letra, isso claramente mostra que deve haver algum desejo inconsciente operando em outra direção.”

 

O trabalho dos pesquisadores dá respaldo à série de estudos publicados desde 2002 nos quais se descobriu que o “efeito nome-letra” leva as pessoas a fazer escolhas na vida baseadas em nomes que se parecem com [o significado das letras do] delas próprias.

 

Nos estudos efetuados por Brett Pelham, um professor adjunto de psicologia na Universidade SUNY, em Buffalo, foi descoberto que as pessoas são desproporcionalmente levadas a morar em estados ou cidades que se parecem com os seus nomes, têm carreiras que estão associadas aos seus nomes, e até se casam com aqueles cujos sobrenomes começam com a mesma letra [de significado] que a sua própria.

 

“Se isto for uma preferência inconsciente, isso sugere que realmente não temos livre-arbítrio sobre certas decisões importantes”, diz Pelham. “Que de fato não tomamos aquelas decisões pelas razões que pensamos que tomamos”.

 

Em contrapartida, Pelham diz, é que ele acreditava que o efeito nome-letra se aplicaria somente a resultados positivos. Nelson e Simmons, ele diz, estãomostrando que isso se aplica mais a coisas negativas do que às positivas.”

 

No primeiro estudo com jogadores de beisebol, Nelson e Simmons se basearam atentamente em mais de 93 anos das estatísticas de jogadores que tiveram pelo menos 100 destaques em suas bases. O segundo estudo observou 15 anos de estudantes graduados no MBA, mas eles não usaram F porque nem todas as escolas usam esta designação.

 

O estudo demonstrou que aqueles com iniciais A ou B não têm os melhores desempenhos. Outro estudo de admissão em escolas de Direito demonstrou que as escolas de avaliação mais baixas tinham uma proporção menor de advogados com A e B nas iniciais do nome. O experimento de laboratório usou um teste de anagrama que confirmou os estudos anteriores.

 

Os pesquisadores dizem que o efeito é definitivamente mais do que a coincidência, é pequeno, no entanto existe.

 

 

 ® DIREITOS RESERVADOS - LEI 9610 dos Direitos Autorais, de 1998.